Consequências do estresse no trabalho. Veja os principais sinais

As principais consequências do estresse (além do aceitável) no trabalho

As principais consequências do estresse (além do aceitável) no trabalho

Praticamente todo mundo conhece algum colega de trabalho que vive estressado. O assunto é sério e é preciso ficar atento aos primeiros e principais sinais do problema

Qualidade de vida é essencial em todos os sentidos, em todas as áreas do nosso dia a dia, do círculo familiar e de amizades, e até mesmo onde trabalhamos. Justamente por isso, é preciso de ficar olho aberto para identificar as principais consequências do estresse, além do aceitável, no trabalho. Afinal de contas, passamos muito tempo da nossa vida exercendo uma atividade profissional e não podemos ser infelizes enquanto estamos trabalhando, não é mesmo? Se você também se interessa pelo assunto, continue a leitura do post de hoje, aqui no blog da Arita Treinamentos.

Consequências do estresse no trabalho: principais sinais

  1. Falta de motivação: é o sinal mais claro de estresse no trabalho, pois você não sente qualquer motivação, qualquer impulso positivo, para fazer qualquer atividade relacionada à empresa, inclusive não sente motivação nem mesmo de sair de casa para ir ao local de trabalho.
  2. Dificuldade para cumprir prazos: é outra consequência bem clara, afinal com a desmotivação, vem o acúmulo de tarefas que não estão sendo realizadas e também os prazos passam a não ser atendidos. E isso pode afetar a toda uma equipe de trabalho, comprometendo a produtividade da empresa em grande escala.
  3. Falta de tempo para a família: quem sofre de estresse no trabalho também costuma levar tarefas profissionais para o lar, inclusive aos finais de semana. Isso, com o tempo, acaba prejudicando seriamente o relacionamento familiar com esposo/esposa, filhos, primos, pais, avós e assim por diante. Não conseguir se desligar do trabalho é um dos sinais de estresse mais fortes.
  4. Isolamento social no trabalho: a pessoa muito estressada por causa do trabalho passa não querer se relacionar socialmente com os colegas de empresa, seja em festas corporativas ou em happy-hours após o expediente. Ocorre o isolamento social que vai se agravando com o tempo.
  5. Insônia ou dificuldade para dormir: quem é muito estressado produz uma maior quantidade de cortisol, o famoso “hormônio do estresse” e isso gera um sinal de alerta no organismo. Os resultados são o aumento de glicose no sangue e da própria pressão sanguínea, dois fatores cruciais que prejudicam o sono.
  6. Cansaço ininterrupto: a pessoa se sente cansada o tempo todo, mesmo após uma noite de sono adequada. Isso também é um reflexo do hormônio cortisol, que faz o organismo ficar em estado de alerta, e isso gera muito cansaço físico e também psicológico. É o famoso quadro do desgaste profissional.
  7. Dificuldades nas relações sexuais: outra consequência do estresse no trabalho é a dificuldade em manter relações sexuais. O que acontece é que a pessoa atinge um nível muito alto de ansiedade, assim como de insatisfação profissional e de preocupação com o dia a dia. E o reflexo é o desinteresse pela prática sexual.

Como a inteligência emocional pode ajudar?

Através de treinamentos de inteligência emocional é possível trabalhar suas habilidades como profissional e também no campo pessoal, buscando assim um equilíbrio em prol de uma rotina mais leve e feliz, longe do estresse. Uma mudança de vida que é possível, que está ao seu alcance! Quer saber como funciona na prática? Fale com um dos nossos especialistas.

ARTIGOS RELACIONADOS